Homenagens e oportunidades

McLaren lança versão comemorativa da vitória em Le Mans 1995

Tática por demais explorada nos carros de alta produção, fábricas de modelos exclusivos e sofisticados também usam e abusam de datas e ícones para promover versões que ajudem a manter o fluxo de caixa em alta. Exemplo mais recente deste business case é o McLaren 720S Le Mans, especificação comemorativa da vitória da marca na clássica prova francesa em 1995, e que é baseado na mesma estrutura usada pelos modelos Senna, Speedtail, GT e Elva.  

Vencedor em Le Mans foi montado sobre o chassi #019 de série (Motorsport Images/ McLaren Automotive)

Esta versão tem origem no modelo F1 GTR inscrito pela Kokusai Kaihatsu Racing (time liderado por Minoru Yasukawa e baseado na estrutura da Lanzante Motorsport) com o qual o finlandês JJ Lehto, o francês Yanick Dalmas e o japonês Masanori Sekiya conquistaram o primeiro lugar e garantiram o triunfo do modelo projetado por Gordon Murray e Peter Stevens em sua primeira aparição no traçado de Sarthe. Curiosidade sobre o principal patrocinador da equipe: a Ueno Clinic é uma rede japonesa de clínica especializada em cirurgia cosmética para homens. Esse apoio é reverenciado no acabamento da lateral inferior da carroceria e nos pára-choques dianteiro e traseiro pintados em Cinza Ueno…

O modelo 720S Le Mans na cor Cinza Sarthe (McLaren Automotive)

O McLaren 720S será fabricado em série única de 50 unidades (16 delas reservadas para o mercado europeu) e disponíveis em duas cores externas: Laranja McLaren ou Cinza Sarthe. Todas serão identificadas pelo logotipo “McLaren 25 Anniversary Le Mans” adesivado próximo às caixas de roda traseiras e identificadas com 298 nos três algarismos iniciais em seu número de identificação de veículo (VIN na sigla em inglês). Não há previsão de nenhuma delas ser exportada para o Brasil.

O perfil da versão Le Mans identifica a estrutura do modelo 720 (McLaren Automotive)

O carro vencedor em Le Mans tem o chassi identificado #01R, derivado do #019 construído para uso normal e usava o motor BMW S70 V12 6.1 capaz de produzir 618 hp de potência e 66,28 kgfm de torque; já o 720S Le Mans é equipado com o M840T fabricado pela própria McLaren, um V8 biturbo de 720 hp, conectado a uma transmissão de dupla embreagem de sete marchas.

Detalhes em Cinza Ueno nos pára-choques e laterais identificam o 720S Le Mans (McLaren Automotive)

Sua velocidade máxima é de 341 km/h e o índice de aceleração é de 2”9 de 0 a 100 km/h e de 7”8 de 0 a 200 km/h. Tal como os modelos da série 720 o Le Mans usa a estrutura Monocage II, construída em fibra de carbono e suspensão Proactive Control II. Para diferenciar ainda mais do modelo 720 “normal” são oferecidos como opcionais bancos de competição construídos em fibra de carbono e rodas de cinco raios com desenho que remete ao modelo pelo carro vencedor em Le Mans. O acabamento interno usa revestimento em alcântara (um tecido de textura similar ao couro, porém três vezes mais leve).

Revestimento interno em alcântara, tecido sintético com textura similar ao couro (McLaren Automotive)

Siga-nos no Instagram

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.