E-tron: um suve cheio de energia (com vídeo)

Audi lança seu primeiro carro elétrico no País

Modelo de R$ 500 mil chega para concorrer com Jaguar I-Pace

O segmento de carros elétricos ganha nova opção com a chegada do Audi e-tron, que começa a circular nas ruas e estradas brasileiras a partir do início do mês. Modelo de alta tecnologia e desempenho típico de eletrificados de alta gama, o suv fabricado na Bélgica é o primeiro modelo da marca com essa propulsão a ser comercializado no País e chega com preços promocionais que partem de R$ 459.990,00, na versão Performance, e podem chegar até R$ 539.990,00 para a versão Performance Black. Os preços são comparáveis ao único concorrente do segmento, o Jaguar I-Pace, cuja etiqueta básica é de R$ 456.400,00. Dois motores elétricos (de 135 kW de potência/309 Nm de torque para o eixo dianteiro e 165 kW/355 Nm no traseiro) garantem aceleração de 0 a 100 km/h em 5”7, marca bem mais do que razoável para um automóvel de 2.655 kg. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 200 km/h.

Carregado de tecnologia, o Audi e-tron impressiona por soluções com o uso de câmeras de alta definição que substituem os espelhos retrovisores (de série na versão topo de gama); as imagens são projetadas em uma tela localizada nas laterais das portas, mais precisamente no canto superior dianteiro do estofamento. A obvia necessidade de adaptar os reflexos pode ser mais facilmente vencida quando o motorista usa os retrovisores da forma como se faz ao pilotar uma moto: olhar para o lado e para baixo.

Apesar dos seus 2.700 quilos, o e-tron faz de 0 a 100 km/h em 5″7 (Audi)

Outro destaque interno é a alavanca seletora de marcha, onde um apoia-mão encobre uma pequena alavanca que permite escolher entre marcha-a-ré, neutro e drive e um discreto botão aciona a ação de estacionamento (Parking) com um simples toque.

O freio de estacionamento é elétrico, algo normal neste segmento, e as quatro rodas têm discos ventilados de dimensões generosas e expostos claramente através das rodas de aro 21”, todas elas tracionadas e nas quais são montados pneus 265/45 R21. Os 36 módulos de baterias instalados no assoalho e entre-eixos pesam 700 quilos e são protegidos de choques e infiltração por uma placa de dimensões generosas ficada por nada menos de 51 parafusos: 34 perimetrais, 25 centrais e dois de apoio. A recarga é feita através de tomada instalada no para-lama dianteiro esquerdo. Segundo o fabricante, tal solução distribuição equitativa de peso entre os dois eixos e aumenta em 45% a rigidez torcional.

 

O interior espaçoso ganha sensação de maior amplitude quando o amplo teto solar fica exposto ou aberto. Motorista e até quatro passageiros desfrutam de bom espaço, particularmente pelo assoalho completamente plano – cortesia da ausência de eixo cardã e estrutura das baterias -, e quatro saídas de ar condicionado com controle individual de temperatura. Sistema de som Bang & Olufsen, head-up display, câmara de visão noturna e os retrovisores virtuais são alguns dos poucos itens opcionais disponíveis, assim como o revestimento em Alcântara, de série na versão Performance Black. A suspensão independente com molas pneumáticas nas quatro rodas; na dianteira os braços são sobrepostos e na traseira, múltiplos. O conjunto óptico é totalmente em led e as lanternas traseiras são unidas por um elemento linear.

Porta malas com capacidade de 600 litros e ampliável para até 1.725 e autonomia de 435 km medidos (ciclo europeu WLTP) estão entre as especificações técnicas deste suv que pode ser operado em três modos de recuperação de energia e cinco modos de condução, o que atende desde uma pilotagem focada em autonomia pura e simples até uma tocada mais esportiva. Para mitigar as limitações de recarga que afetam os carros elétricos a Audi anunciou em fevereiro um programa de investimentos da ordem de R$ 10 milhões com objetivo de instalar 200 postos de recarga no País.

Além disso, em união com a Porsche e VW, outras duas marcas do grupo, serão instaladas em entradas e rodovias 29 estações de recarga ultrarrápida, com capacidade de 150 kW, e outra única de 350 kW. O Audi e-tron será comercializado em 14 concessionárias especialmente preparadas para a bandeira e-tron, onde estão disponíveis pontos de carga rápida de 22 kW. Essas lojas estão localizadas em Belo Horizonte, Brasília, Campo grande, Curitiba, Florianópolis, Londrina, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória.

WG

6 Comentários

  1. Muito boa a matéria, abordando itens importantes do E-tron. Sem dúvida é um SUV com todos os recursos desejados em um Audi. Apesar do preço ser algo esperado para o público a que se destina, seria muito bem vindo um posicionamento de incentivo fiscal do Governo para veículos elétricos.

    • Sr. Dovichi,

      Obrigado pelo comentário. Realmente o preço é salgado, etiqueta que reflete a ganância por dinheiro dos brasileiros e incapacidade de aplicar impostos onde é devido.

      WG

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.