UM LOTUS PARA BRINCAR A SÉRIO

Fotos Lotus Cars

380 RACE é versão apimentada do Exige

Escapamento em titânio e 2,66 kg/cv

0 a 60 m/h em 3”2

Na versão Race o uso de fibra de carbono é ampliado: faróis são substituídos por capas desse material (Fotos Lotus)

Longe vão os dias que o nome Lotus era interpretado jocosamente como acrônimo para Lots of troubles, usually serious (algo como Muitos problemas, geralmente sérios...). A disputa e a conquista de espaço em um mercado cada vez mais concorrido e com clientes mais exigentes, levou a marca fundada por Anthony Colin Bruce Chapman a se especializar em um nicho de supercarros de tamanho pequeno. Agora controlada pelo grupo malasio DRB-HICOM, a casa de Norfolk trabalha em torno de uma linhagem com nomes iniciados com a letra E e acaba de apresentar a última versão do modelo Exige.

O Sport 380 é para quem brincar de ter um carro de corrida e até mesmo usá-lo nas pistas: legalmente o Lotus Exige 380 Cup não pode ser usado em vias públicas. O tom da conversa é dado por este detalhe: essa versão nem tem airbags e o público alvo é formado pelos entusiastas que disputam as várias competições da marca em todo mundo, algumas delas de estilo monomarca.

Pequeno porém veloz: comprimento total é próximo de 4,1 m e a velocidade de ponta ultrapassa 276 km/h

As primeiras unidades deverão ser entregues em maio e o modelo básico é vendido ao preço de £99,500 (algo como R$ 398.856), mais impostos; o Race 380 é apresentado como "um dos melhores supercarros do mundo" e traz uma longa lista de equipamentos de competição como itens de série. Segundo o fabricante, a especificação atual deverá ser competitiva durante as temporadas de competições amadoras em 2017 e 2018.  Em testes na pista da fábrica, em Hethel, o recém-chegado baixou o tempo do irmão mais velho – o Exige Sport 380 -, em 1”5 no traçado principal mede 3,54 km, completado em 1’23”5.

 

O traçado de Hethel tem trechos que homenageiam Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi  e outros pilotos da marca

O motor 3,5 V6 24 V VVT-I do Exige Race 380 é capaz de produzir 375 cv de potência a 6.750 rpm e 41,81 kgf.m de torque a 5.000 rpm com ajuda de um compressor Harrop. Através de uma caixa de câmbio sequencial X-Trac de 6 velocidades, com acionamento por borboletas junto ao volante, a potência chega às rodas por um diferencial de deslizamento limitado e controle de tração Lotus. O chassi é construído em alumínio extrudado e incorpora a célula de sobrevivência e santantonio.

A traseira recebeu extrator de ar e aerofólio que reforçam o aspecto de competição do Lotus Exige 380 race

A suspensão usa amortecedores Öhlins e barras estabilizadoras ajustáveis na dianteira e traseira, os freios são AP Racing, equipados com pinças de quatro pistões e discos esculpidos. As rodas forjadas em liga leve calçam pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 nas medidas 215/45 ZR17 (dianteira) e 265/35 ZR18 (traseira). Um dos poucos itens opcionais desse conjunto são o coletor de escapamento construído em titânio, que diminui em 10 kg o peso desse item, e o painel TFT que incorpora GPS e sistema de aquisição de dados. Assento em fibra de carbono com especificação FIA e compatível com o uso de HANS, cinto de segurança de seis pontos, janelas em policarbonato, extintor de incêndio, parede corta fogo e pontos de reboque dianteiro e traseiro apropriados para competição são outros detalhes básicos do Exige Race 380. Mais informações em www.lotuscars.com.

 

WG

4 Comentários

    • Big Ronnie,

      Prazer vê-lo neste espaço, que também lhe pertence.

      Se você comparar os R$ 400 K com o que se gasta para correr na maioria das corridas no Brasil não é tão caro assim…rs

      Volte sempre!

  1. Enquanto isto, no Brasil os entusiastas do automobilismo se contetam, ou tem que contentar, em correr com Gol, Clio, Peugeot 1.6, e outras tranqueiras similares.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. ANTÔNIO HERMANN – www.motoresclassicos.com.br
  2. ZEUS CONSPIRA CONTRA O DAKAR – www.motoresclassicos.com.br

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.