Mercedes faz F-1 carenado

Conceito AMG Project ONE explora tecnologia híbrida das pistas

Apresentado na edição 2017 do IAA (o salão do automóvel alemão), o Mercedes AMG Project ONE explora a tecnologia dos motores híbridos que a marca utiliza na Fórmula 1. A capitalização do investimento em um carro conceito segue sempre um roteiro que passa pela pesquisa e promoção, mas neste caso pode vislumbrar um componente extra que poderia ter consequências práticas na F-1, já que a ênfase desse programa é  transferir para carros de rua a tecnologia híbrida usada nessa categoria.

Protótipo Project One tem linhas que remetem aos GT3 Premium atuais (Mercedes)

Com treinos cada vez mais limitados e controlados, este projeto pode, certamente, colaborar no desenvolvimento de soluções que façam o caminho inverso, ou seja, serem incorporadas no carro de competição.

A traseira lembra o McLaren F1, pioneiro modelo de rua da marca inglesa (Mercedes)

O programa Mercedes-AMG Project ONE explora um caminho complexo de processos digitais de desenvolvimento operados em diferentes países – especialmente na Alemanha e na Inglaterra -, e tem como base o trem de força do monoposto de competição usado por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, um sistema que compreende a unidade de potência, o câmbio e o diferencial. Completado um período de centenas de horas de testes desse sistema nos dinamômetros da Mercedes em Brixworth, sede da equipe de F-1, o equipamento foi instalado em alguns protótipos apropriadamente camuflados para desenvolvimento dinâmico em uma pista de provas secreta. A casa alemã, porém, admite que o ruído característico do motor tem aumentado as dificuldades de manter o segredo sob controle.

O recorte e o volume das caixas de rodas dianteiras enfatizam a aerodinâmica herdada da F-1 (Mercedes)

Muito mais do que isso, quem olha as fotos publicadas pela casa de Sttütgart nota detalhes que reforçam formas e soluções da F-1 da temporada passada, como a barbatana instalada longitudinalmente sobre o capô traseiro. Outras semelhanças são o volume e o formato das caixas de rodas dianteiras e da tomada de ar para o motor e refrigeração para os dois MGU, um de energia cinética (MGU-H) e outro de energia térmica (MGU-H). Ainda não há previsão para o protótipo AMG ONE chegar à linha de produção, nem mesmo que atingirá esse patamar, mas a divulgação de imagens oficiais confere um grau superior de importância a esse programa.

O detalhe da barbatana traseira remete aos F-1 da temporada de 2017 (Mercedes)

2 Comentários

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.