Verstappen apaga Hamilton

(Red Bulll Content Pool)

Max, aniversário e vitória
Lewis ficou em segundo
Drama na Ferrari

No fim se semana em que completou 20 anos de idade o holandês Max Verstappen (30/9/1991) apagou o ímpeto de Lewis Hamilton e não permitiu que o inglês, autor da pole position para o GP da Malásia, retomasse a liderança e conseguisse sua quinta vitória consecutiva. Depois de um sábado onde Sebastian Vettel não conseguiu completar uma volta na prova de classificação, a Ferrari viveu hoje novo drama na disputa da 15ª etapa da temporada: Kimi Räikkonen conseguiu alinhar seu carro, porém antes mesmo da largada foi levado aos boxes e de lá não mais saiu. Felipe Massa, um dos muitos pilotos envolvidos em batidas durante a prova, terminou em nono lugar, atrás do canadense Lance Stroll, seu companheiro de equipe.

Foi a segunda vitória de Max Verstappen na F-1 em duas temporadas (Red Bull Content Pool)

A prova foi disputada totalmente em pista seca, o que colaborou para que a competição marcasse positivamente a despedida da Malásia do calendário da F-1 após 19 edições. Com Vettel largando em último a oposição maior aos dos dois da Mercedes veio da Red Bull: enquanto Verstappen preparava o bote sobre Hamilton, Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas percorriam várias curvas lado a lado. Acusado por muitos de não repetir as boas atuações do início da temporada, o finlandês parece ter sido incumbido de desenvolvimento de peças para a próxima temporada, algo possível pois a Mercedes parece inalcançável no campeonato de construtores e Bottas não está em condição de lutar pelo vice-campeonato.

 

Ocón foi um dos pilotos mais ativos da corrida. Aqui ele e Sainz batem (Arquivo Estebán Ocón)

Entre os muitos pilotos que se envolveram em acidentes e incidentes que marcaram a corrida de Sepang merecem ser citados os dois pilotos da Force India, Felipe Massa, Sebastian Vettel e Lance Stroll. Logo na primeira volta Sérgio Pérez e Estebán Ocón transformaram Felipe Massa e seu Williams FW40-Mercedes em recheio dos dois Force India VJ10. O carro do brasileiro chegou a decolar e, certamente, não pousou com as mesmas regulagens de alinhamento. Mais tarde Pérez e Ocón voltaram a se estranhar e desta vez o maior prejudicado foi o francês. Pode-se esperar outra dose de desgaste entre ele e o mexicano; além disso Sainz também teve problemas com o jovem francês de origem catalã.

Contrariando o regulamento, Vettel voltou aos boxes de carona no carro de Wehrlein ((Arquivo Pascal Wehrlein)

Na volta de desaceleração aconteceu um fato inusitado: Sebastian Vettel se aproximava de Lance Stroll, que iniciava o desvio de um Haas-Ferrari que ia à sua frente; ambos colidiram. O Williams seguiu inteiro, mas a suspensão traseira esquerda do Ferrari foi arrancada e só não se desligou totalmente do chassi porque o cabo de aço instalado para evitar isso cumpriu sua função. Após examinarem as imagens do acidente os comissários esportivos optaram por concluir que nenhum dos dois teve culpa no choque. O alemã voltou aos boxes de caron no carro de Pascal Wehrlein. O campeonato prossegue domingo próximo com a disputa do GP do Japão.

Resultado da corrida: 1) Max Verstappen (Holanda), Red Bull RB13-Tag Heuer, 56 voltas em 1h30’1”290; 2) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha), AMG-Mercedes W08, a 12”770; 3) Daniel Ricciardo (Austrália), Red Bull RB13-Tag Heuer, a 22”519; 4) Sebastian Vettel (Alemanha), Ferrari SF70H, a 37”362; 5) Valtteri Bottas (Finlândia), AMG-Mercedes W08, 56”021; 6) Sérgio Pérez (México), Force India VJ10-Mercedes, a 78”630; 7) Stoffel Vandoorne (Bélgica), McLaren MCL32-Honda, a uma volta; 8) Lance Stroll (Canadá), Williams FW40-Mercedes; 9) Felipe Massa (Brasil), Williams FW40-Mercedes; 10) Estebán Ocón (França), Force India VJ10-Mercedes.

Posições no Campeonato após 15 etapas:

1) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha), 281 pontos; 2) Sebastian Vettel (Alemanha) 247; 3) Valtteri Bottas (Finlândia), 222; 4) Daniel Ricciardo (Austrália), 177; 5) Kimi Räikkönen (Finlândia), 138 6) Max Verstappen (Holanda), 93; 7) Sérgio Perez (México), 76; 8) Estebán Ocón (França), 57; 9) Carlos Sainz (Espanha), 48; 10) Nico Hulkenberg (Alemanha), 34; 11) Felipe Massa (Brasil), 33.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*