Christian em nova fase

Christian se prepara para novas funções na IMSA (Fotos de José Mário Dias)

Brasileiro assume novo cargo
Action Express muda time
Nasr desembarca na IMSA

Um dos pilotos mais versáteis da história do automobilismo brasileiro, Christian Fittipaldi prepara-se para iniciar uma nova fase em sua carreira. No ano que vem ele continuará na equipe Action Express, mas dividindo seu talento em duas funções: piloto e diretor esportivo da organização considerada uma das mais fortes do universo IMSA. A decisão anunciada há poucos dias coloca um ponto final em um período de  negociações que se estendeu por mais de um mês e levantou uma dose de incerteza sobre a associação entre Christian e o time norte-americano. Neste fim de semana ele disputa as 10 Horas de Petit Le Mans, em Road Atlanta, etapa de encerramento da temporada IMSA de 2017 e tem chances de conquistar  novamente o título que já esteve em suas mãos em 2014 e 2015.

Paul Newman (E) convenceu Christian a fazer testes em Hollywood (Autoweek)

A carreira de Christian já passou por outras mudanças, uma delas pouco conhecida do grande público: nos tempos em que pilotou para a equipe Newman-Haas (1996/2002), ele foi convencido por Paul Newman a fazer testes em Hollywood visando iniciar carreira cinematográfica. Por motivos variados o tema não evoluiu e o brasileiro preferiu seguir no ambiente em que nasceu, cresceu e se consagrou. Atualmente com 46 anos (18/1/1971), o filho de Wilson e Suzy inicia a transição que vai garantir novas oportunidades em uma carreira que lançou a terceira geração da família Fittipaldi no automobilismo: seu avô Wilson Fittipaldi, o “Velho Barão”, foi o jornalista que acompanhou Chico Landi em sua carreira européia e criou, junto com Eloy Gogliano, as Mil Milhas Brasileiras. Seu pai e o o tio Emerson dispensam maiores apresentações.

As novas funções de Christian terão impacto direto no relacionamento com patrocinadores e, dada sua experiência com o piloto, também ajudar a equipe Action Express em um momento em que a categoria IMSA inicia uma de suas fases mais competitivas. Nas corridas em que não ocupar o cockpit ele estará a postos para orientar o trabalho de acerto dos carros.

Em agosto a Penske testou em Road Atlanta o Accura que estreia neste fim de semana (Penske/Nigel Kinrade)

A lista de inscritos para 2018 inclui equipes lideradas por Reinhold Joest (ex-chefe da equipe Audi no WEC e que cuidará do programa Mazda) e Roger Penske (Accura/Honda), o que dá ideia do padrão de qualidade dos carros e das disputas que vêm por aí. A equipe Penske participa da prova deste fim de semana com um carro que será pilotado por Helio Castro Neves, Juan Pablo Montoya e Simon Pagenaud.

Em 2018 João Barbosa (E) e Filipe Albuquerque(D) serão os titulres do Cadillac DPi #5 (JMD)

O lugar do brasileiro na dupla que formou com João Barbosa e nas últimas temporadas será preenchido pelo também português Filipe Albuquerque, nome que remete a algumas manobras menos eficientes em momentos decisivos de algumas das provas que já fez com a dupla. Nas quatro provas de longa duração de 2018 (24 Horas de Le Mans, 12 Horas de Sebring, 6 Horas de Watkins Glen e 10 Horas Petit Le Mans/Road Atlanta), em uma temporada de 10 corridas, Christian reforçará o duo lusitano. Outra novidade da equipe é a presença de Felipe Nasr, que tem lugar garantido no segundo carro da equipe, fazendo dupla com o estadunidense Eric Curran em todo o campeonato. O inglês Mike Conway será o terceiro nome dessa tripulação.

Felipe Nasr será um dos pilotos do Cadillac #31, ao lado de Eric Curran e Mike Conway (JMD)

No lado técnico a Action Express confirmou a contratação de Tim Keene, cujo currículo inclui vitórias nas categorias IMSA e F-Indy. Keene será o responsável pela operação do carro #31, aquele entregue a Nasr e Conway.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*