Bottas o melhor da semana em Barcelona

(Mercedes)

Finlandês foi o mais rápido nos treinos livres na Catalunya

Ferraris de Vettel e Räikkönen ficaram logo atrás

Massa prejudicado por Stroll.

 

Terminada a primeira semana de treinos pré-temporada da F-1, o cômputo dos tempos registrados desde segunda-feira indicam Mercedes e Ferrari como as maiores forças do calendário de 2017, que inicia dia 26, em Melbourne, na Austrália. Red Bull e uma surpreendente Renault aparecem logo a seguir. Vale destacar que os tempos obtidos pelos pilotos da Scuderia foram marcados com pneus de compostos diferentes e menos macios que os usados pelos adversários da Mercedes.

O resultado compilado esta semana é suficiente apenas para uma ideia superficial do que vai acontecer durante o ano: a McLaren jamais teve um motor confiável (a ponto da Honda preparar novas receitas para o testes da semana que vem), a Toro Rosso enfrentou problemas e a Sauber brilhou usando pneus ultra macios (os mais aderentes), recurso típico para conseguir algum destaque e impressionar potenciais patrocinadores.

Felipe Massa foi novamente prejudicado pela estratégia adotada pela Williams: depois de um promissor início – o brasileiro marcou o terceiro melhor tempo de segunda-feira -, sua equipe preferiu privilegiar o estreante Lance Stroll. Após o canadense rodar três vezes, bater duas e destruir um chassi nos treinos de terça e quarta-feiras o time de Grove encerrou um dia antes sua agenda de trabalho.

O Circuit de Catalunya volta a ser usado para treinos da F-1 a partir da próxima segunda-feira (Mercedes)

Segunda-feira começa mais uma série de quatro jornadas de testes, ocasião em que será possível formar uma visão mais aproximada do que deverá ser o grid de largada do GP da Austrália.

Os melhores tempos da semana (*):

1) Valtteri Bottas, AMG-Mercedes W08, 1’19″705, Pneus de composto ultra macio, tempo marcado dia 1/3,

2) Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, 1’19″952, macio, 1/3,

3) Kimi Räikkonen, Ferrari SF70H, 1’20″872, macio, 02/03,

4) Lewis Hamilton, AMG-Mercedes W08, 1’20″983, super macio, 28/02,

5) Daniel Ricciardo, Red Bull RB13-Tag Heuer, macio, 1’21″153, 1/3

6) Jolyon Palmer, Renault RS17, 1’21″396, macio, 1/3

7) Max Verstappen, Red Bull RB13-Tag Heuer, macio, 1’21″769, 02/03

8) Nico Hulkenberg, Renault RS17, 1’21″791, macio, 1/3

9) Marcus Ericsson, Sauber C36-Ferrari, 1’21″824, super macio, 1/3

10) Felipe Massa, Williams FW40-Mercedes, 1’22″076, macio, 27/02

11) Romain Grosjean, Haas VF17-Ferrari, 1’22″118, super macio, 1/3

12) Kevin Magnussen, Haas VF17-Ferrari, 1’22″204, super macio 28/02

13) Lance Stroll, Williams FW40-Mercedes, 1’22″351, macio, 1/3

14) Antonio Giovinazzi, Sauber C36-Ferrari, 1’22″401, ultra macio, 2/3

15) Estebán Ocón, Force India VJM10-Mercedes, 1’22″509, super macio, 28/02

16) Sérgio Perez, Force India VJM10-Mercedes, 1’22″534, super macio, 2/3

17) Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32-Honda, 1’23″443, ultra macio, 2/3

18) Fernando Alonso, McLaren MCL32-Honda, 1’22″598,  ultra macio, 1/3

19) Daniil Kvyat, Toro Rosso STR12-Renault, 1’22″956, macio, 28/02

20) Carlos Sainz, Toro Rosso STR12-Renault, 1’23″540, médio, 1/3

21) Alfonso Celis Jr, Force India VJM10-Mercedes, 1’23″568, ultra macio, 1/3

(*) Informações fornecidas pela Pirelli e atualizadas às 17:54

6 Comentários

  1. Caro AMIGO Wagner , assistindo a F1 como faço desde 1969 – quando quase fui para a Europa com o “Rato” Emerson, a convite dele, para ajuda-lo e fazer algumas provas em categoria menor..(estava eu recém casado e a minha Teresa não topou ir), comento o que depreendo…. Para mim visualmente nada mudou, apenas a largura dos pneus, por dentro dos carros é preciso aguardar; qto aos pilotos sabemos que são todos feras e ganha aquele com o conjunto melhor, apenas isso. Não existe como avaliar diferente é claro, com diminutas exceções, umas cinco, aquelas feras sempre dando show..abs e sucesso este ano abs. Reynaldo costa

    • Caro Reynaldo,

      Não sabia desse capítulo da sua história!

      Com relação aos treinos de Barcelona aredito que você sintetizou muito bem o que a maioria dos apaixonados pela F-1 enxergou nesses quatro dias de testes!

  2. Como o pessoal diz, a Williams continua sendo Williams… Contrataram o Felipe Massa para ajudar no desenvolvimento do carro, mas priorizaram o estreante na primeira bateria de testes. Vai ver que o foco do time era verificar o quanto de maus tratos o carro para 2017 aguenta… Rsss!

    • Roaddie,

      Vejamos alguns números: o garoto tomou um décimo do Massa para cada rodada que deu (3, 1’22″076 contra 1’22″351), o que não é tão ruim. Mas, dada a frequência dos incidentes seria mais prudente dividir o trabalho dos dois em termos de manhå para o Massa e tarde para o Stroll, assim garantiam algum progresso no desenvolvimento do crro e alguma quilometragem para o garoto.

      Mas, a Williams segue sendo a WIlliams…

  3. Realmente a Williams continua na mesma, correndo apenas atrás de dinheiro e assim cada vez mais se afastando dele…
    E pelo jeito, contrataram o Massa somente para ser “Coach”, deixaram de lado a possibilidade de testar e desenvolver o carro, que parece ser bom, para o garoto ganhar quilometragem…

    • Pois é, Robertom…

      A Williams certamente teve suas razões para tomar a decisão que tomou nos treinos desta semana. O detalhe é saber se tais razões vão se tornar mais frequentes…

Comments are closed.