WILLIAMS: APARECER É PRECISO

(Williams)

Williams vaza imagens do novo FW40-Mercedes

McLaren apaga mais rastros de Dennis

Mallya se complica mais

Espere mudanças no que você vê aqui. (Williams)

Deixar vazar fotos sem revelar muitos detalhes do que se tenta mostrar é uma tática conhecida e que pode levar a muitas conclusões. No caso da Williams, que esta manhã divulgou imagens do FW 40 – carro que será usado por Felipe Massa e Lance Stroll nesta temporada -, pode-se enxergar uma nova orientação de comunicação. Tradicionalmente, o time de Grove nunca foi afeito a gerar notícias por conta própria e a atitude de hoje pode refletir mudanças na equipe. A apresentação do carro foi confirmada para o dia 25, porém o local permanece em sigilo. Tudo indica que a equipe seguirá o exemplo da Haas, Red Bull e Toro Rosso e mostrará o FW40 ao público no Circuit de Catalunya, em Barcelona.

Veja aqui a lista completa do lançamento dos monopostos que serão usados na temporada de 2017:

20/2: Sauber (Apresentação online)

21/2: Renault (Londres)

22/2: Force India (Silverstone)

23/2: Mercedes (Silverstone)

24/2: Ferrari (Fiorano), McLaren (Woking)

25/2: Williams (A ser anunciado)

26/2: Haas, Red Bull e Toro Rosso (Barcelona)

 

RECURSOS HUMANOS

James Allison (FIA)

O departamento de pessoal de várias equipes esteve bem ocupado esta semana, quando duas contratações, uma dispensa, uma possível extradição e a convocação de um piloto reserva tornaram-se públicas. Surpresa para poucos, James Allison foi confirmado na equipe AMG-Mercedes, onde substituirá Paddy Lowe. Allison começa a trabalhar oficialmente dia 1º de março, após cumprir um período de quarentena compulsório, cumprido após ter deixado a Ferrari no meio da temporada passada. Poucos duvidam que há tempos ele já estaria colaborando com seu novo empregador.

Dick de Beer (Lotus)

O novo CEP de Lowe (OX12 0DQ) corresponde ao endereço da Williams e é o mesmo que agora será usado pelo sul-africano Dirk de Beer, que a exemplo do seu conterrâneo Rory Byrne, é especializado em aerodinâmica. Com passagens pelo automobilismo dos Estados Unidos e nas equipes Ferrari, Renault e Sauber, de Beer reencontrará em Grove um colega dos seus tempos de estudante no Imperial College – Dave Weather -, e assumirá o posto que há tempos era ocupado por Jason Somerville.

Ekrem Sami (McLaren)

A saga “No more Mr. Dennis” continua gerando novos episódios na McLaren. Esta semana foi a vez de Ekrem Sami , executivo chefe de marketing, deixar o grupo agora controlado por Mansur Ojjeh e o fundo de investimentos do governo barenita, a holding Mumtalakat. Exceção feita a um breve período em que trabalhou na Lotus (1985/1987) Sami esteve ao lado de Ron Dennis desde os tempos do time Project 4. Ele permanece no cargo até março e após seu desligamento vai continuar atuando na área de esportes e entretenimento, agora à frente de sua própria empresa.

Vijay Mallya (Sahara Force India)

O ponto mais complicado de relações profissionais nesta semana diz respeito a um nome bastante controverso: o empresário indiano Vijay Mallya, o líder da equipe Force India. Envolvido em uma série de empresas baseadas na India que faliram ou foram desativadas por problemas legais e tributários, Mallya deixou de se ausentar da Inglaterra no passado recente para evitar riscos à sua liberdade. Segundo o portal indiano DNA, uma corte especial desse país autorizou o uso do Tratado de Assistência Legal entre a India e o Reino Unido para solicitar formalmente sua extradição com base em uma dívida milionária referente à operação da empresa aérea Kingfisher.

Antonio Giovinazzi (Ferrari)

Tal qual a situação de Mallya, a convocação do italiano Antonio Giovinazzi para substituir Pascal Wehrlein nos testes de Barcelona não surpreendeu quem acompanha os bastidores da F-1. O alemão, vencedor do campeonato DTM em 2015, acidentou-se durante a disputa da Corrida dos Campeões, disputada em Miami no início do ano; embora tenha saído caminhando após o capotamento em uma disputa com Felipe Massa, uma contusão no pescoço revelou-se mais séria do que inicialmente divulgado. Wehrlein é piloto contratado da Mercedes e cedido à Sauber para formar a dupla de pilotos da equipe suíça com o sueco Marcus Ericsson. Giovinazzi é o piloto reserva da Ferrari, a provedora de motores para a casa de Hinwill.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.