ESQUENTA A BRIGA PELA CBA

Juiz carioca indefere pedido de impeachment da ABPA

Federação gaúcha foi a entidade impetrante

Alegação foi isonomia com FAUs

 

A um dia do pleito que definirá a chapa vai comandar a Confederaçåo Brasileira de Automobilismo (CBA) no quadriênio 2017/2020 a disputa continua a ganhar contornos mais acirrados. O juiz Leonardo Granmasson Ferreira Chaves, titular da 32a Vara Cível do Estado do Rio de Janeiro indeferiu pedido de tutela antecipada impetrado pela da Federação Gaúcha de Automobilismo referente ao direito de voto da Associação Brasileiro de Pilotos de Automobilismo (ABPA).

A decisão do JuizLeonardo Granmasson Ferreira Chaves, emitida ontem, 18/1/2017

Ainda que impetrada unilateralmente por uma federação que apoia a candidatura do paranaense Milton Sperafico, a atitude desperta sentimentos contraditórios. Sperafico baseou sua plataforma por ser campeão sul-americano de F-3 e fazer parte de uma dinastia importante de pilotos. O pedido de “tutela antecipada para que o voto do presidente da ABPA fosse colhido a parte” sugere, de imediato, uma incongruência com a proposta de eleger um ex-piloto à presidência da CBA.

 

Fundada oficialmente em agosto de 2015, sob a liderança de Felipe Giaffone, a ABPA se propõe a defender os interesses dos pilotos brasileiro; de um universo superior a 10 mil esportistas, a associação tem aproximadamente 250 sócios.  Um dos pilotos mais experientes e articulados do cenário automobilístico nacional, Giaffone vem de uma família tradicional no esporte e sempre se destacou nas atividades que se propôs a liderar, particularmente no âmbito de duas modalidades nacionais, o kart e a F-Truck. Não se pode deixar de lado que as relações entre Felipe Giaffone e Rubens Gatti, o presidente da Comissão Nacional de Kart, já viveram dias melhores.

 

Nota da ABPA publicada ontem à tarde (Reprodução ABPA)

 

Como consequência desse perfil e do passado de seu clã – que nos anos 1970 quebrou a hegemonia da Mini no kartismo brasileiro -, Felipe é visto como um potencial dirigente da própria CBA em futuro não muito distante.

 

Questionado sobre o indeferimento da tutela antecipada do voto da ABPA nas eleições de amanhã o candidato Milton Sperafico expediu nota de esclarecimento esta tarde (veja íntegra abaixo). No documento o paranaense declara que a medida “se trata de uma iniciativa isolada da Federação Gaúcha de Automobilismo” e que “não foi tomada em conjunto com a Chapa Bandeira Verde”, por ele liderada. Vale lembrar que durante as negociações para o reconhecimento e outorga de direito de voto imediato circularam rumores, algo que personalidades próximas à FGA contestaram. Novas federações e congêneres que recuperaram sua filiação junto à CBA só podem exercer o direito de voto após quatro anos de atuação. Eis a íntegra da nota de Sperafico:

Nota de esclarecimento
“Face à decisão do MM. Dr. Juiz Leonardo Grandmasson Ferreira Chaves de indeferir o pedido de tutela antecipada que questiona a legitimidade do voto da Associação Brasileira de Pilotos de Automobilismo (ABPA), feito pela Federação Gaúcha de Automobilismo (FGA), que é membro da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), a Chapa Bandeira Verde vem a público esclarecer que se trata de uma iniciativa isolada visando não anular o voto da referida associação, inclusive sugerindo que este fosse acolhido na assembleia desta sexta-feira, 20/01, para posterior análise do objeto.
Apesar de acreditar plenamente nas boas intenções da FGA e da Justiça, reitera que esta iniciativa não foi tomada em conjunto com a Chapa Bandeira Verde.”
Milton Sperafico
Chapa Bandeira Verde

 

Waldner Bernardo, o candidato da situação que é mais conhecido como Dadai, foi taxativo ao comentar o desfecho da ação impetrada pela federação gaúcha:

“Essa é a chapa que representa os pilotos?”

 

 

 

4 Comentários

    • Ricardo,

      Aparentemene houve algum incidente de percurso no episódio. Esta manhå, durante a eleição, Felipe Giaffone teria demonstrado sua insatisfação com o sistema, segundo informações da assessoria da Chapa Bandeira Verde (Sperafico). Não creio que haja diferenças entre ambos, mas desde o lançamento da ABPA um dirigente gaúcho teria externado sua oposição à outorga de direito de voto a essa associação.

1 Trackback / Pingback

  1. UM LOTUS PARA BRINCAR A SÉRIO – www.motoresclassicos.com.br

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.